fbpx

Rosácea

A rosácea é uma doença vascular inflamatória crônica comum. Aparece, principalmente, nas seguintes regiões: nariz, bochechas, testa e queixo.

 

Veja também:

 

Os principais sintomas são vermelhidão e lesões inflamadas na área. Às vezes pode ser confundida com manchas de sol. Mas, com o agravamento, o aspecto da pele se altera e pode-se notar que passa a ser algo mais preocupante. Nesse sentido, surgem protuberâncias faciais parecidas com acnes, pálpebras avermelhadas e secura ocular, além de nariz alargado. O aparecimento é mais frequente em mulheres do que nos homens.

Assim como em outras doenças de pele, as causas ainda não foram descobertas, mas sabe-se que pessoas que apresentam essa condição podem ter predisposição individual ou genética. Além disso, fatores externos como, por exemplo, estresse, bebidas muito quentes, exposição solar, álcool, alimentos picantes e uso de corticoides ou medicamentos que dilatam os vasos sanguíneos também podem ter influência.

Há um grupo de risco que tem mais chances de desenvolver a doença: mulheres, pessoas entre trinta e cinquenta anos, com pele e cabelos claros, histórico familiar de rosácea e acne.

Quando não tratada da maneira correta, pode provocar alterações permanentes na face ou no corpo, causando transtornos, pois mexe com a autoestima e beleza.

rosácea

Tipos

A rosácea pode se desenvolver de cinco formas diferentes.

  • Eritemato telangectasia: a área da pele apresenta vermelhidão, principalmente no centro do rosto e nariz. Quem tem este tipo fica com a sensação de queimação.
  • Rosácea pápula pustulosa: Neste caso, além da vermelhidão também surgem lesões, semelhantes a espinhas. É mais comum em homens do que nas mulheres.
  • Rosácea fimatosa: este é o estágio inicial da doença, sendo menos comum. A área, além de ficar avermelhada, fica também endurecida com poros dilatados.
  • Rosácea ocular: atinge os olhos e se caracteriza pela inflamação, descamação e avermelhamento dos cílios. Se não tratada, pode-se até perder a visão.

Tratamentos

A rosácea é uma condição que ainda não tem cura definitiva. O tratamento indicado por um especialista capacitado irá controlar os sintomas e as crises. O ideal é dermatologista para que sejam prescritos os melhores medicamentos orais e tópicos, de acordo com cada caso.