fbpx

Colagenoses

As colagenoses são doenças autoimunes, inflamatórias e degenerativas do tecido conjuntivo. Ele é composto por células e fibras como, por exemplo, o colágeno. Além de ser responsável por sustentar os tecidos e preencher os espaços vazios entre os órgãos, também atua na defesa e nutrição do organismo.

Diversos órgãos e sistemas do corpo podem ser atingidos, como a pele, tecidos linfáticos, bem como os vasos sanguíneos.

 

Veja também:

 

Quando passam a se manifestar, os sintomas podem ser tanto dermatológicos quanto reumatológicos. Além disso, podem ter lesões na superfície da pele, mucosas secas e dores nas articulações.

colagenoses

Causas

O aparecimento desse grupo de doenças no corpo ainda não tem uma causa esclarecida. Mas sabe-se que o sistema imunológico tem ligação com as causas, como ativação excessiva dele ou ainda quando acontece a ativação errada.

Principais doenças do colágeno

A acne pode de desenvolver em diferentes tipos, de acordo com intensidade dos sintomas e período de vida:

  • Lúpus: é a principal doença autoimune da categoria, mais presente em mulheres do que nos homens, mas pode surgir em qualquer pessoa. Pode ter várias manifestações de acordo com o paciente. Entre elas úlceras orais, artrite, manchas na pele, inflamações nos pulmões e coração e distúrbios do sangue;
  • Síndrome de Sjögren: surge quando a entrada de células de defesa nas glândulas do corpo prejudica a produção de secreções. Os locais mais afetados pela doença são boca e olhos. No entanto, outros locais do corpo são mais raros;
  • Dermatomiosite: provoca fraqueza, comprometendo a pele e os músculos. Os locais mais comuns são tronco, braços e bacia. No caso de manchas que surgem na pele, podem ter aspecto avermelhado e descamação, que tem relativa piora com a exposição solar;
  • Esclerodermia ou esclerose sistêmica: acúmulo de colágeno em alguma região específica do organismo. Assim, afeta a pele e também a circulação sanguínea, podendo gerar complicações nos rins, pulmões e coração.

Tratamentos

O tratamento pode variar de acordo com a doença em si, para saber o que indicar o especialista solicitará uma série de exames para facilitar o diagnóstico, como o hemograma, para verificar a presença de inflamações e anticorpos presentes nessas condições. Biópsias ou análises desses tecidos também podem ser necessárias para o diagnóstico final.