Doenças de pele

11 Doenças de Pele mais Comuns: Saiba como Prevenir e Tratar

Introdução

As doenças de pele são condições inflamatórias e fibróticas que podem ter um impacto significativo tanto físico quanto emocional nos pacientes. Essas condições podem causar irritação, coceira, dor e, em alguns casos, levar à deformação da pele.

Existem vários tipos de doenças de pele, sendo os mais comuns as dermatites (atópica, de contato, perioral e herpetiforme), a psoríase e o lúpus eritematoso cutâneo, sendo que algumas destas enfermidades são mais comuns no verão.

Essas doenças de pele podem ser desafiadoras de diagnosticar e tratar, podendo ter um impacto negativo na qualidade de vida dos pacientes, afetando a sua autoestima e o seu bem-estar emocional.

É importante procurar um diagnóstico precoce e um tratamento adequado, combinando diferentes terapias e cuidados com a pele para proporcionar o alívio dos sintomas e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Doenças de pele mais comuns

Confira as 11 doenças de pele mais recorrentes:

1. Doenças de pele: Acne

A acne é uma das doenças de pele mais comuns e afeta principalmente os adolescentes, mas também pode ocorrer em pessoas de todas as idades. Ela resulta de uma combinação de fatores, incluindo o aumento da produção de oleosidade pelas glândulas sebáceas na pele e a obstrução dos folículos pilosos.

Sintomas

Doenças de pele Acne

Os sintomas mais comuns da acne incluem o surgimento de espinhas, que podem variar em gravidade de pessoa para pessoa. Em casos leves, podem aparecer apenas alguns cravos e pequenas espinhas, enquanto em casos mais graves, podem ocorrer lesões na pele, inflamadas e dolorosas.

As áreas mais comumente afetadas pela acne são o rosto, o pescoço, o peito e as costas, onde há uma maior concentração de glândulas sebáceas.

Cuidados

É importante ressaltar que a acne pode ter um impacto significativo na autoestima e bem-estar emocional dos indivíduos afetados. Portanto, buscar tratamento adequado é fundamental para controlar os sintomas e prevenir a formação de cicatrizes na pele.

É recomendado consultar um dermatologista para um diagnóstico correto e indicação do tratamento mais adequado para cada caso. Além disso, manter uma boa higiene da pele, evitar o estresse e adotar um estilo de vida saudável também podem ajudar no controle da acne.

2. Doenças de pele: Dermatite Atópica

A dermatite atópica é uma doença inflamatória crônica da pele, geralmente associada a uma predisposição genética. Ela causa coceira intensa e ressecamento da pele, levando ao surgimento de manchas vermelhas e lesões inflamadas. que deverão ser tratadas posteriormente com tratamentos estéticos.

Ela é uma das doenças de pele que afeta principalmente crianças e pode persistir até a idade adulta. A causa exata da dermatite atópica ainda é desconhecida, mas acredita-se que haja uma predisposição genética e que vários fatores desempenham um papel no desencadeamento da doença.

Sintomas

Os sintomas comuns da dermatite atópica incluem:

      • Pele seca.

      • Erupções cutâneas que coçam intensamente.

      • Feridas decorrentes do ato de coçar.

    Essas erupções geralmente aparecem em áreas como rosto, pescoço, cotovelos, joelhos e pulsos. A coceira intensa pode levar a problemas de sono e afetar a qualidade de vida das crianças afetadas.

    Tratamento

    O tratamento da dermatite atópica envolve uma combinação de terapias, incluindo o uso de hidratantes para manter a pele hidratada, medicamentos tópicos para controlar a inflamação e coceira, além de evitar os fatores desencadeantes da doença.

    É importante ressaltar que a dermatite atópica é uma doença crônica, mas com o diagnóstico precoce e um plano de tratamento adequado, é possível controlar os sintomas e reduzir o impacto na vida das crianças.

    Setembro é o mês da conscientização da dermatite atópica e é fundamental educar a população sobre essa doença de pele e promover uma maior compreensão e apoio às crianças que vivem com essa condição.

    3. Doenças de pele: Dermatite de contato

    A dermatite de contato é uma doença de pele caracterizada por inflamação causada pelo contato direto com substâncias irritantes ou alérgenos. Os sintomas comuns incluem:

        • Vermelhidão.

        • Coceira.

        • Bolhas na pele.

        • Descamação da pele.

      Esses sintomas podem variar em intensidade e podem ocorrer imediatamente após o contato com a substância irritante ou alérgena.

      Causas

      Existem várias causas para a dermatite de contato, incluindo o contato com produtos químicos presentes em produtos de limpeza, metais como níquel ou cobalto, plantas como a hera venenosa ou urtiga, e medicamentos tópicos como cremes ou pomadas.

      Prevenção

      Para prevenir a dermatite de contato, é importante evitar o contato direto com substâncias irritantes. Isso pode ser feito usando luvas de proteção ao manusear produtos químicos, evitando o contato com plantas conhecidas por causarem reações alérgicas e tendo uma boa higiene da pele.

      Tratamento

      O tratamento da dermatite de contato geralmente envolve o uso de medicamentos tópicos, como cremes ou pomadas contendo corticosteroides para reduzir a inflamação e a coceira. Em alguns casos, antialérgicos podem ser prescritos para aliviar os sintomas.

      Em resumo, a dermatite de contato é uma condição de pele causada pelo contato com substâncias irritantes ou alérgenos. A prevenção do contato direto com essas substâncias e o uso de medicamentos tópicos adequados são essenciais para o tratamento eficaz da doença.

      4. Doenças de pele: Verrugas

      As verrugas são lesões cutâneas causadas por infecções virais comuns, sendo prevalentes tanto em crianças como em adultos. Essas lesões são geralmente inofensivas, mas podem ser dolorosas dependendo da sua localização no corpo.

      Doenças de pele verruga

      Causas

      As verrugas virais são causadas principalmente pelo papilomavírus humano (HPV) e podem ocorrer em várias partes do corpo, como mãos, pés, face, genitais e áreas úmidas, como axilas e virilhas. No entanto, as verrugas encontradas nas mãos e nos pés são as mais comuns.

      Em crianças, as verrugas são uma das doenças de pele mais frequentes, devido à imaturidade do sistema imunológico e ao maior contato com superfícies contaminadas.

      Em adultos, a verruga plantar, ou verruga na sola do pé, é uma das mais comuns e pode ser especialmente desconfortável ao caminhar devido à pressão exercida sobre a lesão.

      Tratamentos

      Existem várias opções de tratamento disponíveis para as verrugas, incluindo medicamentos tópicos, crioterapia (congelamento da verruga), eletrocirurgia, laser e remoção cirúrgica. No entanto, é importante lembrar que as verrugas podem desaparecer sozinhas ao longo do tempo, principalmente em crianças.

      Em caso de dúvida ou persistência das verrugas, é aconselhável buscar orientação de um dermatologista, que poderá realizar o diagnóstico correto e indicar o tratamento mais adequado.

      5. Doenças de pele: Eczema

      eczema é uma doença de pele crônica que provoca o aparecimento de lesões avermelhadas com bolhas de água, que podem estourar e formar crostas na pele. Essas lesões são inflamatórias e podem causar desconforto, coceira e irritação, tanto em adultos como em crianças.

      Causas

      As causas do eczema podem variar e incluem:

          • Fatores genéticos.

          • Predisposição alérgica.

          • Alterações hormonais.

          • Infecções fúngicas não tratadas.

          • Intoxicação por medicamentos ou drogas.

        Sintomas

        Os sintomas característicos do eczema incluem lesões avermelhadas com bolhas de água, coceira intensa, pele seca e descamativa, sensação de queimação e irritação.

        Além disso, a exposição direta aos raios ultravioletas pode piorar as lesões, por isso é importante evitar a exposição excessiva ao sol e utilizar protetor solar adequado.

        Tratamento

        O diagnóstico precoce do eczema é fundamental para um tratamento eficaz. O tratamento inclui o uso de medicamentos tópicos, como corticosteroides e hidratantes, além de evitar os fatores desencadeantes, como substâncias irritantes, tecidos sintéticos e mudanças bruscas de temperatura.

        Em casos mais graves, pode ser necessário um tratamento combinado de terapias, como fototerapia, terapia imunobiológica e medicamentos orais.

        É importante ressaltar que, mesmo sendo essa uma das doenças de pele que não tem cura, o eczema pode ser controlado com o devido acompanhamento dermatológico e adesão aos cuidados específicos para cada paciente.

        6. Doenças de pele: Psoríase

        Doenças de pele psoríase

        A psoríase é uma doença autoimune que afeta a produção de melanina na pele, causando o aparecimento de lesões vermelhas e escamosas. Essas lesões podem variar em tamanho e em sua localização no corpo.

        Tipos de Psoríase

        A psoríase é uma das doenças de pele crônica mais comuns, afetando milhões de pessoas em todo o mundo. Existem diversos tipos de psoríase, cada uma com sintomas e características próprias. Dentre as mais comuns, podemos destacar:

        Psoríase em Placas

        O tipo mais comum é a psoríase em placas, que se manifesta através de lesões avermelhadas e elevadas na pele, cobertas por escamas prateadas. Essas lesões podem aparecer em qualquer parte do corpo, mas são mais comuns nos cotovelos, joelhos, couro cabeludo, mãos e pés.

        Psoríase Gutata

        Outro tipo de psoríase é a psoríase gutata, caracterizada por pequenas lesões em forma de gota, geralmente desencadeada por infecções bacterianas, como a garganta inflamada.

        Psoríase Inversa

        A psoríase inversa afeta as áreas de dobras da pele, como axilas, virilha e debaixo dos seios, aparecendo na forma de manchas avermelhadas e lisas.

        Além disso, existem outros tipos menos comuns, como a psoríase pustulosa, caracterizada por pústulas cheias de pus, e a psoríase eritrodérmica, que afeta a maior parte da superfície da pele, causando vermelhidão intensa e descamação.

        Cuidados

        Embora a causa exata da psoríase ainda seja desconhecida, sabe-se que fatores genéticos e desencadeantes específicos, como estresse, lesões na pele, infecções e certos medicamentos, podem desencadear ou agravar as lesões.

        Ter um estilo de vida saudável, com uma dieta balanceada, exercícios físicos regulares e uma boa higiene da pele, pode ajudar a controlar os sintomas da psoríase.

        É importante também buscar um tratamento médico adequado, incluindo medicamentos tópicos, orais ou até mesmo terapias biológicas, para reduzir a inflamação e melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

        7. Doenças de pele: Rosácea

        A rosácea é uma doença inflamatória vascular crônica que afeta principalmente adultos.

        Doenças de pele rosacea

        Caracterizada por sintomas como vermelhidão persistente na região central do rosto, lesões inflamadas com aspecto de acne, secura ocular, irritação e inchaço, a rosácea pode ter um impacto significativo na qualidade de vida dos pacientes.

        Além disso, fatores psicológicos, como estresse e ansiedade, podem influenciar no surgimento e agravamento dessa doença.

        Causas

        Embora as causas exatas da rosácea não sejam totalmente conhecidas, alguns fatores desencadeantes são comumente observados, como:

            • Exposição ao sol.

            • Consumo de bebidas alcoólicas.

            • Alimentos picantes.

            • Variações de temperatura.

            • Atividade física intensa.

          É fundamental que os pacientes com rosácea evitem esses gatilhos para controlar os sintomas e evitar o agravamento da condição.

          Tratamento

          O tratamento da rosácea envolve uma abordagem multidisciplinar, com a combinação de terapias tópicas, medicamentos orais e procedimentos dermatológicos. Os objetivos do tratamento são reduzir a vermelhidão, diminuir a inflamação e aliviar os sintomas associados, como o desconforto e a sensação de queimação na pele.

          É importante ressaltar que a rosácea é uma condição crônica, ou seja, não tem cura definitiva. No entanto, com o diagnóstico precoce e o tratamento adequado, é possível controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida dos pacientes afetados pela doença. Por isso, é essencial procurar um dermatologista para receber o diagnóstico correto e um plano de tratamento personalizado.

          8. Doenças de pele: Herpes simples

          O Herpes simples é uma doença viral que afeta a pele, causando lesões dolorosas e vesículas ao redor dos lábios, nariz, queixo ou genitais. Essa infecção é causada pelo vírus do herpes simplex (HSV) e é uma das doenças de pele que pode se manifestar de forma recorrente ao longo da vida.

          Sintomas

          Os sintomas característicos do Herpes simples incluem coceira, formigamento e queimação na região afetada antes do surgimento das lesões. Posteriormente, pequenas bolhas cheias de líquido se formam, podendo se romper e formar úlceras que levam de uma a duas semanas para cicatrizar.

          Cuidados

          O cuidado básico para o Herpes simples é manter a área limpa e seca, evitando o toque frequente das lesões para prevenir a disseminação do vírus. O uso de pomadas antivirais, como o aciclovir, é eficaz para reduzir a duração e a gravidade das lesões, além de aliviar os sintomas.

          A transmissão do Herpes simples ocorre pelo contato direto com as lesões ativas ou por meio de utensílios contaminados, como toalhas e objetos pessoais. É importante salientar que mesmo quando não há lesões visíveis, o vírus ainda pode ser transmitido.

          A prevenção é fundamental, incluindo o uso adequado de preservativos durante a atividade sexual e a adoção de práticas de higiene, como a lavagem frequente das mãos.

          Em resumo, o Herpes simples é uma doença viral que causa lesões dolorosas e vesículas na pele. É importante estar ciente dos sintomas, cuidados básicos e formas de transmissão para prevenir a disseminação do vírus. O tratamento adequado ajuda a aliviar os sintomas e a reduzir a duração das lesões.

          9. Doenças de pele: Câncer de pele

          O câncer de pele é uma das doenças de pele mais problemáticas, que ocorre devido ao crescimento anormal e descontrolado das células da pele, podendo até ser fatal, em casos muito graves. A exposição excessiva ao sol é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento dessa doença. A radiação ultravioleta presente nos raios solares pode causar danos ao DNA das células, levando à formação de tumores.

          Tipos de Câncer de Pele

          Existem diferentes tipos de câncer de pele, sendo os mais comuns:

              • Carcinoma basocelular é o tipo mais frequente e geralmente apresenta-se como uma lesão elevada, com uma crosta central e bordas bem definidas.

              • Carcinoma espinocelular pode se manifestar como uma lesão elevada com crosta ou uma ferida que não cicatriza.

              • Melanoma é o tipo mais agressivo e pode surgir a partir de um sinal na pele ou como uma nova mancha escura.

            Diagnóstico e Cuidados

            O diagnóstico precoce do câncer de pele é fundamental para o sucesso do tratamento. Ao observar qualquer alteração na pele, como a presença de manchas, feridas que não cicatrizam, alterações de cor ou textura, é importante procurar um dermatologista para avaliação.

            Além disso, é essencial adotar medidas de proteção solar, como o uso de protetor solar, chapéus e roupas que cubram a pele, especialmente durante os horários de maior intensidade dos raios solares.

            10. Doenças de pele: Fungos ou micose cutânea (tinea)

            Fungos ou micose cutânea, também conhecida como tinea, são doenças da pele causadas por fungos que se alimentam da queratina da pele, cabelos e unhas. Esses fungos produzem enzimas que quebram a queratina, resultando no crescimento excessivo de leveduras na pele.

            Sintomas

            Os sintomas das micoses cutâneas podem variar dependendo do tipo de fungo envolvido. No entanto, os sintomas comuns incluem manchas vermelhas ou rosadas, coceira intensa, descamação da pele, bolhas, rachaduras ou úlceras. Em casos mais graves, a micose pode causar inflamação, podendo ser observados inchaços e formação de pus.

            Doenças de pele micose

            Cuidados

            A higiene adequada é essencial na prevenção de micoses cutâneas. É importante lavar regularmente as áreas afetadas com água morna e sabonete antifúngico. Além disso, é recomendado secar bem a pele, especialmente entre os dedos e outras áreas úmidas, para evitar a proliferação de fungos.

            Evitar o uso de cremes gordurosos também é fundamental, pois eles podem criar um ambiente propício para o crescimento de fungos. Em vez disso, escolha cremes ou loções não gordurosas ou mesmo em pó.

            As infecções fúngicas cutâneas, ou micoses cutâneas, são causadas por fungos que se alimentam da queratina da pele, cabelos e unhas. A higiene adequada e a prevenção são essenciais para evitar essa condição incômoda.

            Portanto, mantenha uma rotina de higiene adequada e evite o uso de cremes gordurosos para manter sua pele saudável e livre das infecções fúngicas.

            11. Doenças de pele: Lúpus Eritematoso

            O lúpus eritematoso cutâneo é uma das doenças de pele crônica que é inflamatória, podendo causar manchas na pele de cores variadas, tais como: vermelhas, brancas ou escuras, muitas vezes acompanhadas de lesões elevadas e inflamatórias.

            Sintomas

            Os sintomas cutâneos do lúpus incluem manchas vermelhas na pele, manchas brancas ou manchas escuras, frequentemente acompanhadas de lesões elevadas e inflamatórias.

            A erupção cutânea pode ocorrer em áreas expostas ao sol, como o rosto e os braços, e é muitas vezes a primeira indicação da doença. Além disso, algumas pessoas com lúpus podem desenvolver úlceras na pele que podem ser dolorosas.

            Causa

            A causa exata do lúpus não é completamente compreendida, mas envolve uma combinação de fatores genéticos e ambientais. Alguns fatores desencadeantes, como a exposição ao sol, infecções virais e certos medicamentos, podem agravar os sintomas do lúpus.

            A resposta imune desregulada desempenha um papel central nessa patogênese, levando à inflamação crônica na pele e em outros órgãos.

            Prevenção e Cuidados

            Medidas de prevenção como evitar a exposição ao sol e manter uma boa higiene da pele são fundamentais para gerenciar os sintomas cutâneos do lúpus. O lúpus eritematoso cutâneo é uma das doenças de pela mais complexas, que afeta não apenas a pele, mas também órgãos internos em alguns casos.

            Diagnóstico

            Com um diagnóstico precoce e um tratamento adequado, os sintomas podem ser controlados, proporcionando uma melhor qualidade de vida para os pacientes que vivem com lúpus. A conscientização e a educação sobre a doença desempenham um papel crucial na promoção do diagnóstico e tratamento oportunos.

            Doenças de Pele: Conclusão

            Em resumo, as doenças de pele apresentam desafios significativos, afetando a saúde física e emocional dos afetados. Acne, dermatite atópica, psoríase, olheiras, rosácea, lúpus eritematoso cutâneo, vitiligo e outras condições exigem uma maior atenção médica e tratamentos específicos.

            O diagnóstico precoce das doenças de pele e a busca por tratamentos adequados, como a dermoabrasão,  desempenham um papel crucial na melhoria da qualidade de vida dos pacientes, como no tratamento do vitiligo . A conscientização e a educação sobre essas condições são essenciais para reduzir o estigma associado às doenças de pele e incentivar o cuidado com a saúde da pele.

            É importante também conhecer os tratamentos dermatológicos e algumas dicas para ter uma pele saudável e perfeita!

            Buscar orientação de um dermatologista sobre as doenças de pele, seguir um plano de tratamento personalizado e adotar medidas preventivas são passos fundamentais para garantir uma pele saudável.

            Dr Amilton Macedo
            Últimos posts por Dr Amilton Macedo (exibir todos)
            Descubra os segredos para uma vida saudável

            Fale conosco agora e agende uma consulta para cuidar da sua saúde!

            Fique atualizado!