Tratamento para Flacidez Facial

O avanço da idade além de experiência também traz o envelhecimento facial, uma ação inevitável que mexe com a autoestima e beleza das mulheres.

Esse problema faz com que as pacientes estejam sempre em busca de novos procedimentos e tratamentos para combater os sinais da idade.

A flacidez é um dos principais fatores que mexem com a autoestima e também um dos mais comuns. Com o avanço da idade, as fibras de sustentação da pele, colágeno e elastina são produzidas em menor quantidade e sofrem com os agentes externos ao organismo, como alimentação, exposição solar e alterações hormonais.

A condição na face se deve a três principais fatores, são eles: perda de colágeno e elastina, perda da gordura do rosto que permite a sustentação e perda do tônus por conta da atrofia muscular.

Tratamentos

Para prevenir, ou mesmo combater a flacidez, a dermatologia estética desenvolveu tratamentos específicos para cuidar da beleza e autoestima das mulheres.

  • Fios de sustentação: por meio de microcânulas, são inseridos os fios. E, de acordo com cada caso, podem ser indicados de quatro a oito para a face. Os resultados podem ser vistos de quarenta a sessenta dias após a colocação, período necessário para a acomodação nos tecidos. Como a indução de colágeno é feita pela pelos fios, o resultado pode ser visto por até seis meses após o procedimento, de acordo com a velocidade de envelhecimento de cada indivíduo.
  • Ácido poli-l-lático: Esse procedimento é realizado com microcânulas que injetam a substância na camada subcutânea da pele. As células passam a produzir mais colágeno, preenchendo melhor a região e devolvendo a firmeza do rosto. São indicadas pelo menos duas sessões para cada região da face, com intervalo de quatro a cinco semanas entre cada aplicação.
  • Hidroxiapatita de cálcio: uma técnica que utiliza esse bioestimulador injetado nas camadas mais profundas da pele para fazer parte da matriz dérmica interna, auxiliando na produção de colágeno, responsável pela sustentação da pele.  A técnica pode começar a ser feita a partir dos 30 anos, já que nessa idade o corpo passa a produzir menos colágeno e de menor qualidade.